Mídia programática: O que é e como implementar?

Atualmente, existem muitos sites e plataformas que atraem diferentes tipos de público e que oferecem diferentes tipos de espaços para publicidade. Porém, toda essa variedade de espaços gerou uma outra dificuldade.
Com todas essas possibilidades existentes, se torna difícil saber qual o melhor local para aplicar seus anúncios e qual o melhor preço. A mídia programática vem justamente para solucionar essa questão.
Continue lendo para entender melhor.

O que é mídia programática?


Basicamente, a mídia programática é uma forma automatizada de uma empresa encontrar o melhor local para fazer seus anúncios e adquirir esse espaço. Dessa forma, tudo é mediado por meio de um sistema prático, em uma plataforma online.


Como funciona a mídia programática?


Na mídia programática, você compra diretamente com o perfil de sua audiência. A lógica com relação a compra de espaços em mídias tradicionais é invertida, você compra diretamente o perfil que quer atingir, e não um público hipotético.
Por exemplo, homens solteiros, com 24 anos que frequentam baladas ou mulheres casadas, com 35 anos que frequentam academia.

Quais as melhores ferramentas?

Separamos duas ferramentas para você que está se iniciando nesse universo das mídias programáticas, confira:

Criteo

Criteo é uma das principais ferramentas de retargeting, que se destaca especialmente em função do ROI. Ou seja, a ferramenta otimiza o retorno do investimento feito nesse tipo de campanha.

Ad Roll

A especialidade desta ferramenta também é o retargeting, porém, ela tem um diferencial bem importante, ela é uma das parceiras oficiais do facebook para a realização de campanhas deste tipo, o que pode ser de grande valia para suas campanhas caso elas tenham essa rede social como foco.

Ad Ready

Um dos principais destaques do AdReady é a possibilidade de realizar múltiplos testes até qual o procedimento ideal para suas necessidades. Com um sistema de modelos prontos, a ferramenta permite trocas rápidas de formato para testar a eficiência de seus layouts, CTAs, imagens e outras variáveis.

Google AdWords


O Google AdWords oferece uma estrutura completa de mídia programática para você atingir a audiência desejada. A ferramenta é capaz de direcionar anúncios tanto para os resultados de pesquisa quanto para outros sites que integram a Rede de Display do Google.

Quais as vantagens da mídia programática?


Agora que você já sabe o que é mídia programática e como ela funciona, selecionamos algumas das muitas vantagens que este tipo de mídia oferece. Continue lendo e confira!

Diminuição do preço e aumento da velocidade

A negociação de mídias mais tradicionais é um processo lento e muitas das vezes caro, já que é preciso que o anunciante e o publisher se alinhem e façam negociações. Na mídia programática não há intermediação e o preço é definido exclusivamente pela capacidade de determinado anúncio gerar resultados verdadeiras.

Melhor monitoramento das campanhas

Por meio de ferramentas digitais é possível saber o alcance de uma forma exata de uma determinada campanha, acessando dados como o número de visualizações que foram convertidas em visitas, saber quantas dessas visitas foram transformados em leads qualificados.

Aumento da assertividade

Os anúncios são mostrados para as pessoas certas e no momento certo. Dessa forma, você sabe que a impressão comprada será gasta com um consumidor em potencial. Isso pode ser feito levando em conta diversos fatores, como idade, poder aquisitivo, sexo ou até mesmo o perfil de buscas dessa pessoa.

Eficiência

A eficiência da mídia programática é um de seus principais benefícios, que está baseado assertividade que já foi citada. Isso acontece por conta da tecnologia, ela ajuda bastante na seleção do público e também no monitoramento dos resultados. Em outras palavras, temos uma mídia que é bem mais técnica, baseada em dados, o que irá permitir ter melhores estratégias de segmentação.

Termos


Antes de resolver se aprofundar em mídias programáticas e colocar em prática tudo que foi aprendido, conheça bem os termos mais usados para se familiarizar.
Ad Exchange: São as redes de leilão de mídias programáticas. Nas Ad Exchanges se, compra diretamente determinado perfil de audiência.
Ad Networking: Ligados às Ad Exchanges, os Ad Networks são os compiladores de assuntos.
RTB: A sigla se refere a Real-time bidding, é o modelo de comprar de mídia baseado na ideia de leilão em tempo real.
DSP: Sigla para Demand-side plataform, que se refere a plataforma à qual o anúncio tem acesso. Nela, é possível fazer pesquisas nas Ad Exchanges e nos Ad Networks.
SSP: Sigla para Sell-side platform, é o “espelho” da DSP, ou seja, é a plataforma que é acessada pelo publisher.
ATD: Sigla para Ageng Trading Desks, se trata da agência onde é efetivada a compra. Esse local pode ser substituído por mesas de compras diretas, chamadas simplesmente de trading desks.

Processos de compra

Cada produto tem suas peculiaridades, vantagens e desvantagens, como na própria compra, de mídia tradicional. A diferença da mídia programática está na maneiras de comprar esses produtos.
Primeiro, vale lembrar que existem dois tipos diferentes de pagamentos nesse tipo de transação, que é o pagamentos através de leilão e o pagamento de valor fixo.
Existem diversos processos de compra para mídia programática. A princípio, é importante saber que se pode comprar displays, vídeos, postagens patrocinadas em redes sociais e mesmo espaços voltados para mídias móveis.
De forma resumida, você escolhe o seu público-alvo, a melhor segmentação, fará o upload das peças criativas e oferecerá um valor para o leilão da compra dos espaços publicitários e em seguida a ferramenta fará todo o trabalho sozinha.
A compra da mídia programática pode ser feita através de diversas negociações comerciais, como: CPA (custo por aquisição), CPL (custo por lead), CPC (custo por clique), CPM (custo por mil impressões), CPV (custo por view), CPD (custo por download), mas esses formatos são negociados por leilão.
Por exemplo, se dois anunciantes desejam impactar o mesmo público no mesmo site ou na mesma segmentação, aquele que fizer o maior lance ganha o espaço. Por meio de um único painel de controle é possível pilotar boa parte da mídia realizada hoje no digital.

Conclusão

Agora está mais claro para você o que é mídia programática e o que ela pode fazer pelo seu negócio?O avanço da mídia programática para as mídias tradicionais cresceu muito e deve aumentar bastante com o tempo.
Investir em publicidade assertiva e barata, é um dos principais passos que sua empresa deve dar na hora de criar o seu plano de marketing digital.
Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado. Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato conosco, estamos a disposição para quaisquer esclarecimentos.
Grande abraço e até a próxima!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin